Espao Poltico
Publicada em 24 de Abril de 2020 ás 09:43:09

Suíca diz que o “governo Bolsonaro está perdido” e que “fake news alimenta população desinformada”

Foto: Divulgação

 Os boatos da demissão do ministro da Justiça, Sérgio Moro, e a suposta ligação do vereador do Rio de Janeiro, Carlos Bolsonaro, filho do presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) permearam o ambiente político nesta quinta-feira (23) e ampliaram debates sobre o desgaste do governo federal frente à pandemia. E foi com duras críticas que o vereador de Salvador Luiz Carlos Suíca (PT) tratou ambos os temas. “Esse governo já está em ruínas, totalmente perdido. Fake news alimenta parte da população desinformada. Não conseguiu cumprir uma só promessa. Não paga auxílio emergencial em dia, não consegue aprovar nada no Congresso, e o presidente é uma barata tonta, não sabe para onde vai. Quer o fim do isolamento, quer o fechamento do Congresso e do Supremo Tribunal Federal, e depois não quer mais, porque viu que fez cagada”.

 

Suíca diz que, agora, o filho (02) pode ter ligação com milícia virtual, e que, por isso, o ministro Sérgio Moro quase pediu para sair, depois da Polícia Federal ter descoberto que Carlos Bolsonaro estaria envolvido. “Moro ia pular do barco em pleno temporal”, descreve o petista. Em sua live diária, os últimos dois dias, quarta (22) e quinta (23), o edil soteropolitano recebeu duas mulheres negras que atuam em diferentes funções e não pouparam palavras para desmontar o governo Bolsonaro. Juci Cardoso e Viviane Pádua trataram sobre a importância de seguir as recomendações dos órgãos de saúde, mas também deram voz a grupos feministas. “Foram debates fundamentais para entendermos o que estamos passando durante essa quarentena, presos em casa, e com um governo desastroso que temos atualmente tudo fica mais potencializado”, frisa Suíca.

 

Para Juci Cardoso, ativista do PT e do movimento feminista em Alagoinhas, “a gestão Bolsonaro é caracterizada por mentiras. Já passou da hora das instituições agirem e retirarem esse insano do governo. Nós mulheres não concordamos com essa gestão misógina, somos mães, sabemos cuidar, e esse governo não dar exemplo algum de cuidado com o povo”. Para Viviane Pádua, psicóloga em Salvador, “a necessidade agora é muito maior em cuidar da mente, da cabeça, que do corpo em si”. Ela aponta para o aumento de quadros de depressão e de outras doenças associadas ao isolamento durante a crise do coronavírus. “O comportamento das pessoas vai mudar após a pandemia. O mau uso do tempo livre será fundamental para nortear novos valores e comportamentos”.

 

Mais Notícias
Empresa de Editorao de Jornais e Revistas Ltda-Me Todos os Direitos Reservados.
Rua do Pass, n 114, Andar 1, Centro- CEP: 43.805-090
Candeias - BA
Fone: 71- 3601-9220 / 71- 98633-1278 /
Email: folhareconcavo@gmail.com